quinta-feira, 26 de abril de 2012

Um gigante e vários guerreiros

Depois de 35 anos, o Athletic Bilbao volta a uma decisão de liga europeia. Assim como na temporada 76-77, quando acabou perdendo o título para a Juventus, os bascos asseguraram vaga na final da Liga Europa, extinta Copa UEFA. Para muitos times isso pareceria irrelevante, por se tratar da competição de segunda importância no velho continente. Mas não é para o Athletic.
Com uma política de apenas utilizar jogadores de origem basca, o Athletic sempre encontrou dificuldades de formar equipes muito competitivas, que realmente pudessem disputar títulos. Mas nessa temporada tudo parece ter se encaixado na equipe. Com jogadores muito bons tecnicamente – Llorente, Muniain, De Marcos, Susaeta, Javi Martínez, entre outros –, aguerridos na sua forma de jogar e ainda comandados por um excelente técnico, como é o argentino Marcelo Bielsa, que prega o jogo bonito, Los Leones, como é conhecida a equipe, transformou-se em uma das equipes mais atraentes para se assistir.

O gigante Fernando Llorente. Sem dúvida o melhor da partida

No jogo de volta das semifinais contra o Sporting de Lisboa, isso não foi diferente. Precisando da vitória – no jogo de ida, em Portugal, vitória por 2 a 1 do Sporting –, a equipe basca não se intimidou e, como de costume, fez prevalecer seu mando em um San Mamés completamente lotado e enlouquecido e venceu a partida de volta por 3 a 1. Desde o apito inicial pressionando, o primeiro gol do Athletic aconteceu logo aos 16 minutos do primeiro tempo. Após ótima troca de passes, Muniain recebeu na direita e levantou para área. Llorente, com muita categoria, ajeitou de peito para Susaeta chegar batendo.
No final do primeiro tempo, porém, um grande susto foi dado na torcida basca. Van Wolfswinkel, na entrada da área, aproveitou rebatida da zaga do Athletic e bateu firme no canto direito de Iraizoz para empatar o duelo em 1 a 1. Com aquele resultado, eram os portugueses quem disputariam a final em Bucareste, na Romênia. Mas o Athletic não é um time que se abala facilmente, e ainda no primeiro tempo voltou a ficar na frente do placar. Llorente, sempre ele, recebeu na meia lua da área, aplicou linda finta em Polga e deixou Ibai Gómez livre para tocar na saída do goleiro Rui Patrício. Intervalo de jogo e 2 a 1 no placar, o que levaria a decisão para as penalidades.

'El Loco' Bielsa, um dos grandes responsáveis por esse Athletic Bilbao
O segundo tempo voltou como o primeiro, o Athletic pressionando o adversário, marcando no campo de ataque e realizando bonitas e rápidas trocas de passes, enquanto o Sporting s defendia e buscava um contra-ataque mortal para garantir vaga na final da Liga Europa. O tempo corria, as duas equipes conseguiam criar boas chances de marcar, mas quando não eram os goleiros, eram as traves que apareciam para evitar o grito de gol de alguma das torcidas.
O relógio já passava dos 40 minutos, as duas equipes diminuíam o ritmo, já esperando pela prorrogação, ma eis que novamente a estrela da partida resolve aparece. Ibai Gómez driblou pelo lado esquerdo da área e bateu cruzado para o meio. Fernando Llorente, muito marcado pela zaga, se esticou e desviou a bola, que ainda tocou a trave antes de estufar as redes. Bielsa e o banco vibraram como nunca, assim como os cerca de 40.000 torcedores apaixonados do Athletic.

Jogadores do Athletic comemoram vaga na decisão da Liga Europa
Dali para o término do jogo foi segurar uma pressão mal sucedida dos portugueses e esperar o apito final. Ele veio aos 49 minutos, quando, claro, Llorente segurava a bola no canto direito do ataque. O camisa 9, melhor jogador da partida, não teve outra reação a não ser cair no chão e levar as mãos ao rosto, como quem não tivesse acreditando no feito que ele e sua equipe haviam alcançado.
Agora, a equipe de Bielsa foca seus objetivos em duas partidas até o final da temporada: A final da Copa do Rei, contra o Barcelona; e a final da Liga Europa, quando enfrenta o Atlético de Madrid, que eliminou o Valencia na outra semifinal do torneio europeu.
San Mamé enlouquece seu time e apaixona os espectadores

Um comentário:

  1. Melhor que El Loco Bielsa, só El Loco Abreu

    ResponderExcluir